Sintomas de Falta de Atenção

de Falta de Atenção

Tem dificuldade em seguir instruções;
Não parece ouvir os ou ;
Não acaba os trabalhos escolares;
Não é capaz de se focar nas ;
Frequentemente perde coisas necessárias para a escola
ou em casa;
Não presta atenção suficiente aos pormenores ou comete erros por
descuido nas tarefas escolares ou outras actividades;
Tem dificuldade em organizar tarefas e actividades;
Parece muito distraído e esquecido.

Apesar de poder identificar estes sinais em algumas , é de realçar que o
diagnóstico é clínico e que só pode ser obtido com rigor através da informação
recolhida numa avaliação multidisciplinar (pediatra de , neurologista,
psicólogo, etc.).

Se, durante o período escolar, os da criança com PHDA levam os pais,
professores e ela própria a viver situações stressantes, devido às implicações que têm
no rendimento escolar e desempenho social desta, nas férias a situação, muitas vezes,
agrava-se. As famílias sentem-se sobrecarregadas por terem de lidar sozinhas e
continuamente com o excesso de actividade dos filhos.

Não vale a pena, pais, irmãos, avós, enñm, familiares próximos de uma criança com
PHDA, mesmo quando existe muito amor, carinho, compreensão e dedicação, negarem
o cansaço, a saturação, frustração ou até a fúria que sentem após algum tempo de
convívio.

Mesmo antes das aulas terminarem, os pais antecipam o período das férias como um
“pesadelo”. Cada família, à sua maneira e com a melhor das intenções, procura
alternativas para lidar com a situação, alternativas essas por vezes pouco adequadas.
Por exemplo, arranjar várias actividades para gastar as “pilhas duracel” da criança,
longas caminhadas, várias horas de natação ou no ginásio…

Em geral, as famílias de crianças com PHDA referem que é tão dificil lidar com os seus
comportamentos “desadequados”, que chegam a alterar as relações familiares,
chegando ao extremo de alguns pais desesperarem, perderem o controlo das situações
e terem dificuldade em tolerar os filhos. Neste caso, aborrecer-se e irritar-se, mais do
que resolver os conflitos, pode agravá-los. Na maioria das vezes os problemas destas
crianças são exacerbados pelas outras pessoas por não saberem relacionar-se
adequadamente com elas. Além de os pais se esforçarem por serem mais tolerantes,
pacientes e flexíveis, pode ser necessário mudar um pouco o seu estilo de vida .

Em seguida oferecemos algumas estratégias que podem ajudá-lo a lidar com os seus
filhos.